icons8-instagram.png
icons8-facebook.png
   

FLI-BH 2019

 

FLI-BH 2019

 

Festival Literário Internacional de Belo Horizonte – FLI-BH

Um Festival literário tem tudo para nos aproximar, e alargar nossa compreensão sobre a literatura. Este é nosso compromisso ao realizá-lo. Não podemos perder de vista que, quando estamos tratando de literatura, estamos tratando em última instância dos diversos usos e formatos que podemos dar à palavra, seja ela escrita, falada, cantada ou declamada.

O Nobel de Literatura conquistado por Bob Dylan tem precisamente este grande significado: alarga o sentido da palavra, reconhece o mérito literário de sua expressão cantada. Mais que isso, quebra barreiras entre o erudito e o popular. É, em si, resultado de uma maior aproximação da literatura com o grande público. É, como diria o poeta, o biscoito fino sendo comido pela massa. Melhor exemplo não há que aquele que nos dá nossa música popular.

Ao trazer à tona o tema Do livro à voz: narrativas vivas, o Festival Literário Internacional de Belo Horizonte (FLI-BH) em sua terceira edição ressalta a força da oralidade e da palavra viva para a literatura, celebrando igualmente o livro como potente fonte de registro e difusão de diferentes saberes, poéticas e subjetividades.                                          

Este festival, que busca valorizar a oralidade, pode-se dizer, está preocupado em trazer para o primeiro plano uma dimensão literária que, além de sua importância para a preservação de nosso patrimônio cultural, também é modalidade de expressão de largas faixas de uma população que pulsa e disputa por um lugar ao sol.

Nossa homenagem vem nesta direção. Celebramos a vida e a obra de Adão Ventura, poeta nascido em Santo Antônio do Itambé, que fez de Belo Horizonte sua segunda morada e representa uma das grandes vozes da poesia brasileira.

Nesses festivos dias será apresentado um recorte da produção literária da cidade e do estado, junto às produções nacional e internacional, promovendo o diálogo entre a literatura e outras linguagens artísticas. É ainda momento de compartilhar a ação de promoção de políticas públicas para leitura e escrita, desenvolvida diariamente pela Secretaria Municipal de Cultura e pela Fundação Municipal de Cultura, em especial por meio do trabalho diário realizado nas 22 bibliotecas públicas municipais, distribuídas em todas as regionais da cidade.

O FLI-BH celebra o livro, a oralidade, as vozes, as narrativas vivas. Convidamos a todos para se encontrar nesta terceira edição e desfrutar de cinco dias de intensa programação literária e artística – gratuita – voltada para todos os públicos, das mais diversas idades, de todos os cantos da cidade, do estado e do país.

 

Fundação Municipal de Cultura

Secretaria Municipal de Cultura

 

 

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Secretaria Municipal de Cultura

João Luiz Silva Ferreira

 

Secretaria Municipal Adjunta de Cultura

Gabriel Portela

 

Fundação Municipal de Cultura

Fabíola Moulin Mendonça

 

Diretoria da Política de Festivais

Ana Freire

 

Diretoria de Promoção dos Direitos Culturais

Bárbara Bof

 

Equipe da Diretoria da Política de Festivais

Afonso Andrade

Amanda Dias Leite

Anna Garcia

Tatiane Muniz

 

Gerência de Coordenação de Bibliotecas e Promoção da Leitura e da Escrita

Lídia Mendes 

Daniela Chaves Correa de Figueiredo

Raquel Fernandes Lopes

Samuel Medina

 

 

Festival Literário Internacional de Belo Horizonte – FLI-BH

Coordenação Geral

Ana Freire – Diretora da Política de Festivais da Fundação Municipal de Cultura

Lídia Mendes – Gerente de Coordenação de Bibliotecas e Promoção da Leitura e da Escrita

 

 Coordenação Geral da Biblioteca do FLI-BH

Ana Paula Cantagalli de Oliveira Iani

 

Equipe da Biblioteca do FLI-BH

Adriana Aparecida Meireles

Alison Barbosa de Souza

Daiane Thomaz de Azevedo

Daniela Chaves Correa de Figueiredo

Dayane de Aquino Simão

Debora Santos Pereira

Deydson Tcharles de Oliveira

Diego Carlos da Silva

Ericka Martin

Eva Aparecida Martins Fonseca

Felipe Messias

Gabriela Melo de Souza Biccas

Gláucia Grossi de Faria

Hélio Eustáquio Vidal Prata

Inaiara das Graças Barbosa

João Paulo Resende Quintanilha de Oliveira

Kátia Maria Mourão

Leandro Martins Bonuti

Lívia Aparecida dos Santos da Mata

Luciane Carvalho Moises

Luciano Luiz Reis

Márcia Soares de Araújo Rodrigues

Maria Luzia de Souza Lima

Mateus Efraim da Silva

Mirian Ferreira Duarte

Nádila Andrade Rodrigues de Sena

Patrícia Ayres Renó

Patrícia Gomes Amorim

Patrícia Rodrigues Vilela

Priscila Miranda Rocha

Priscilla Pereira Gonçalves

Raquel Fernandes Lopes

Regina dos Santos Lopes Vaz

Rodrigo de Freitas Teixeira

Samuel Medina

Sara de Almeida

Sérgio Fantini

Shirley da Silva Rodrigues

Silvio Reis Bastos

Waldirene Maria dos Reis Ferreira

Wander Ferreira

Waney Alves Reis Medeiros

Túlio Cesar Vieira Alves

Yuri Augusto Blanco

 

Curadoria

Marilda Castanha

Nívea Sabino

 

Assistência da Curadoria

Nathália Moreira

 

Pool Pré- Produção

Fernanda Gomes

Joyce Cordeiro

 

Produção Executiva

Bruna Pardini

Fernanda Gomes

Guilherme Lourenço

Gustavo Machado

Juliana Flores

Marcela Rodrigues

Valentina Vandeveld

 

Produção Logística

Joyce Cordeiro

Nath Sol

 

Assistentes de Produção

Luciana Marques

Rodrigo Mangah

Rodrigo Marques Vianna

Gabriela Meneses

 

Produção de Comunicação

Augusto Nascimento

 

Designer

Chris Souza

 

Ilustração da Identidade Visual

Maurício Negro

 

Site e Identidade Visual

Patuá Cultural

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa

ETC Comunicação Empresarial

 

Cenotécnico

Marco Antônio dos Santos

 

Apoiadores

Hotel Normandy

La Movida Microteatro Bar

Restaurante Alpino

Restaurante Cantina do Lucas

Restaurante La Traviatta

UNA 360